segunda-feira, 25 de setembro de 2017

A tua primeira semana de escola


O meu André já é um menino grande e recomeçou em grande o pré-escolar.

É o segundo ano que ele frequenta a pré-primária, mas o ano passado acompanhei o processo ao longe, o irmão tinha 3 meses e estava doente (malditas bronquiolites), pelo que quem o acompanhou na dura adaptação foi o pai e a avó. 
Eu sabia que no início ia ser mau, e as minhas hormonas de pós parto ainda estavam rebeldes pelo que limitei-me muitas vezes a chorar em casa - sabia que se o fosse levar à escola e ele começasse a chorar eu o trazia comigo.

No entanto, apesar das lágrimas dos primeiros tempos, depois de se estranhar, entranhou-se e já era pacífico ir à escolinha.

Mas este ano tudo mudou, nova escola, nova professora, novos amiguinhos. E eu, agora com o mano mais velho, mais recomposta e com disponibilidade jurei a mim mesma que ia fazer contigo, meu filhote mais velho, esta caminhada.
Chorou no dia da apresentação, porque tudo era desconhecido e no primeiro dia que o deixei. E desde então tem sido uma surpresa, um valente!

Já tem vários amigos, já troca cromos e farta-se de brincar no recreio. Deixo-o na escola e vou buscá-lo todos os dias e o seu ar é sempre de satisfação, e só isso enche-me por dentro.

É ver-te crescer, estar mais tempo contigo, perceber que vais fazer 5 anos mas que tens tanto de reguila como de inteligente.
É sentir o teu calor e saber que ainda gostas tanto de colo e mimo, que tens ciúmes do mano mas só queres que estejamos os quatro bem.
O meu A. mais velho....

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Salada de Polvo [fingida]

Sou totalmente adepta de refeições de fácil execução, com bons ingredientes e economicamente em conta, mas isso já não é novidade neste momento.

Repetir que menos é mais e que com pouco se pode fazer muito já é habitual meu, mas são expressões que me acompanham diariamente.
Por isso hoje trago uma entrada, uma salada de polvo fingida. 

Mas fingida? Sim, não leva polvo. Leva tentáculos! E eu não noto qualquer tipo de diferença no sabor, só na carteira. 😁

Posso adiantar que costumo comprar os tentáculos em promoção, quer no Continente ou Pingo Doce, e cada embalagem ronda os 3 ou 4€ - consoante o peso.


Ingredientes:

  • 1 embalagem de tentáculos de pota
  • 1 cebola grande
  • Azeite qb
  • Coentros qb


Preparação:

Como eu tenho os meninos sempre comigo, opto sempre por pensar em refeições que podem ser feitas antecipadamente e com isso não perder qualidade ou sabor. Não me posso dar ao luxo de passar 2 ou 3 horas na cozinha (nem 1hora!) antes das refeições. 

Assim, optei por cozer os tentáculos na véspera, apenas em água e sal, durante cerca de 1 hora. 
Esta entrada foi servida num jantar de comemoração do meu aniversário, pelo que nesse dia precisei apenas de partir os tentáculos em pedaços médios.

Piquei a cebola e os coentros e depois coloquei tudo numa travessa bem regado com azeite.
Levei ao frigorífico cerca de 2 horas antes do jantar. 

É apenas uma sugestão em como com pouco tempo e com ingredientes de fácil acesso se pode ter uma travessa bem bonita e melhor que tudo, deliciosa! 

(para acompanhar teve lugar um pão de espelta quentinho que já partilhei aqui 😃) 


segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Maldita Gastroenterite

E foi neste post que anunciei a sete ventos que tinha estado meio adoentada mas que a coisa já se tinha desvanecido. 

Mas estava bem enganada, piorei bastante em 2 dias e terminei a semana nas urgências do hospital com pulseira amarela, a soro e totalmente podre.
Emagreci 3 quilos numa semana e apanhei um dos meus maiores sustos, ao sentir-me estupidamente mal sozinha em casa com os meninos, e com o mais novo ao meu colo.

Tudo se resolveu, comecei a tomar medicação - sem colocar em causa a amamentação; e agora ando a correr atrás do prejuízo. 

Tive uma semana doente, tinha listas feitas, tudo planeado, foi a primeira semana de aulas do meu mais velho e estava tudo pensado: refeições, tarefas, objectivos. Não cumpri nada. Zero.

Posto isto, é voltar a arregaçar as mangas!!
Voltar a planear, a organizar a semana, que a energia já me voltou e veio para ficar!!!! 

Para quem está a amamentar: esqueçam o mito de não poder fazer nada de medicação, podem sim, apenas tem de ser verificado se influencia ou não a criança. Existe muita informação nos dias de hoje, no hospital ficaram incrédulos quando contei que já tinha ido ao Centro de Saúde, mas que me avisaram que não podia fazer nada.

Tive mais de uma semana mal disposta, a vomitar, sem conseguir comer e cheia de cólicas e idas à casa-de-banho, podia ter sido evitado ao segundo dia. 

Digamos que foi uma dieta forçada, agora estou, finalmente, bem!!!! 😀😀

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Nuggets Caseiros com Sementes

Hoje venho partilhar uma receita que descobri recentemente, mas que tem feito as delícias cá de casa.

A receita consta no novo livro da nutricionista Dr.ª Ágata Roquette: "A Comida dos Miúdos Cá de Casa"; é bastante fácil de fazer e muito mais saudável.

Precisamos de carne branca, sementes de linhaça e sésamo e forno disponível. 'Bora lá?


Ingredientes:
  • 500 gr de peito de frango ou perú
  • 2 ovos
  • 100 gr de sementes de Linhaça 
  • 100 gr de sementes de Sésamo


Preparação:

Não tem mesmo nada que saber e depois de se habituarem ao método, é mil vezes preferível aos panados fritos.

Comecei por cortar a carne em pedaços e temperar com sal, alho e sumo de laranja, deixei marinar cerca de 2 horas.
Vão necessitar depois de dois pratos de sopa: um para os dois ovos batidos, no outro a mistura das sementes de linhaça e sésamo (e envolver bem para misturar as sementes).

Passar a carne pelo ovo e depois pelas sementes, que aderem de imediato.
Levar ao forno pré-aquecido a 200º cerca de 30 minutos. Convém irem verificando porque vai depender um pouco da espessura da carne.

Uma dica importante: levo ao forno numa película de silicone mas antes de dispor a carne pincelo  a película com óleo de coco (ou qualquer outro tipo de óleo), para não permitir que as sementes colem. 

Fica super crocante, saboroso e é um regalo para os olhos (e a nossa saúde agradece!)


terça-feira, 12 de setembro de 2017

A-Mãe-Não-Pode-Ficar-Doente

Este foi o pensamento que mais me ocorreu nos últimos dias, eu não me posso dar ao luxo de ficar doente! 

Felizmente também não costumo ficar muitas vezes adoentada, apenas os meus problemas respiratórios de sempre, alergias e asma, que fazem com que, por vezes, subir umas escadas pareça uma prova olímpica. 

Tirando isso e desde que o A. mais novo nasceu que tenho andado bem e o barco a todo o vapor. Como mãe a tempo inteiro trato de quase tudo o que diz respeito à pequenada, banhos, refeições, roupas, é normal que assim seja afinal tenho essa disponibilidade - apesar de ter que salientar que o meu marido é grande!!! (não de tamanho) mas ajuda-me sempre que pode.

Mas desde a semana passada que a coisa teve mal parada, maldita gastroenterite que bateu cá em casa que parecemos peças de dominó. Senti-me mesmo mal, a minha barriga parecia estar em plena revolução, as cólicas eram insuportáveis e as idas à casa-de-banho mais que muitas.

Abdiquei de comer porque sabia que as dores de barriga iam ser más, tentei parecer que estava bem mas não estava. A sensação era que se comesse o meu corpo tinha de canalizar as energias todas para a difícil função de digerir a coisa e eu parecia que me acabava a bateria, apenas desligava.
E preparar as refeições? E as roupas? E arrumar tudo o que se sujou? E fazer perceber ao mais pequeno que a mãe hoje não consegue brincar?

Se por vezes considero que o meu trabalho não é trabalho, porque é estar em casa com os meninos, esqueçam lá isso. É quando não estou que percebo que todas as peças do puzzle fazem falta, nenhuma é inferior, porque se faltar alguma o jogo já não serve.

Fui ao médico por descargo de consciência e ouvi aquilo que já sabia: "Se está a amamentar não pode fazer nada...". A coisa lá acabou por passar, de forma mais lenta mas passou, já tenho energia e garra para recuperar as tarefas perdidas e os 30 posts atrasados.

E agora? Agora tenho o marido cheio de dores de barriga e o mais velho que parece um festival de vómito....
Boa sorte para mim! 

terça-feira, 5 de setembro de 2017

O Ano Novo em Setembro

Ultimamente tenho a nítida sensação que apesar do ano não estar propriamente a terminar, há que tomar rédea a uma serie de coisas, programar outras tantas e definir uma data de novos objectivos. 
Sinto mesmo que estamos em plena resoluções de Ano Novo no início do mês de Setembro!!

Não estou alarmada, porque por aquilo que leio em vários blogues que sigo, o sentimento é geral, se houver filhos à mistura é sensação garantida. 
Mas para mim é novidade esta vontade de definir uma serie de coisas só por causa do início do ano lectivo, mas a verdade é que vai mexer em muito com a rotina de todos cá em casa.

O meu grandalhão, o A. mais velho irá para mais um ano de pré-escolar mas numa escola nova. Os amigos vão ser diferentes, a professora será outra, a rotina definida não será igual ao ano anterior.

Posto isto, sou do signo Virgem. E o que significa isso? Quer dizer, que apesar de acreditar zero no zodiáco, leio sempre que sou muito organizada e gosto de ter tudo planeado e definido. E sim é muito verdade. Se as coisas tiverem controladas eu estou mais calma, e sou mais feliz.

Assim, aqui ficam as minhas resoluções de Ano Novo (lectivo):
  • Organizar e Listar!!! Serão as palavras de ordem. Organizar tudo e mais um par de botas nesta casa. O meu tal pensamento: Ser Mais e Ter Menos. Neste momento sinto-me como intoxicada por ter tantas coisas, há que fazer uma revisão geral em todos os armários, já tenho muito de tudo, até para limpar dificulta o processo. 
  • Calendarizar tarefas. Tentar definir dias para determinadas tarefas domésticas e conseguir assim não acumular. Não há nada pior para mim do que ver as coisas por fazer/ limpar. Mexe-me com o sistema nervoso. Por exemplo já pensei que segunda-feira vai ser o dia para lavar roupa, acumular roupa da semana e lavar tudo à segunda, para depois quarta à noite engomar. 
  • Colocar o A. mais velho numa modalidade desportiva. Que seja regular e ele goste de praticar.
  • Criar uma rotina na blog, uma cadência para publicar artigos e diversificar mais os temas.
  • Garantir que reservo sempre tempo para mim e para os meus interesses, pelo menos uma vez por semana, para ler ou ver televisão, para pintar as unhas, para tentar preservar (minimamente) a minha sanidade mental.
A verdade é que estou super entusiasmada com este mês que começa agora. Cheia de ideias para as minhas listas e novas organizações.

Espero muito que esta motivação permaneça assim durante um bom tempo!
Eu vou-vos pondo a par!

Bolo de Amêndoa com Ovos Moles

Este ano tive a sorte de me cantarem os parabéns três vezes, e em todas as vezes tive um fantástico bolo para servir de pretexto às velas.

O meu orgulho é ainda maior quando penso que todos os bolos foram feitos por mim. Podem não ter uma decoração espectacular, um formato extraordinário, mas têm o ingrediente mais importante: toneladas de amor e carinho na sua confecção. Saiu tudo do forno cá de casa.

Depois do bolo bomba de chocolate e coco que partilhei aqui, e do bolo de milho que estava tão bom aqui, dediquei-me por último a um Bolo de Amêndoa com recheio e cobertura de Ovos Moles.

E que posso eu vos contar sobre este bolo? É muito bom!!! No entanto, penso que poderá ser ainda melhorado se se adicionar mais quantidade de amêndoa.


Se formos avaliar o bolo pelo aspecto nota-se perfeitamente: é home made, e como disse uma querida amiga: "é um aspecto rústico". 😀😀
Mas vou melhorando a coisa e tentando sempre, aqui fica a sugestão.

Bolo de Amêndoa

Ingredientes:

  • 6 ovos
  • 200 gr de amêndoa
  • 200 gr manteiga
  • 200 gr açúcar
  • 150 gr farinha
  • 1 colher chá fermento em pó
A receita do bolo foi retirada deste link, que me serviu como ponto de partida. 


Preparação:

Começar por triturar as amêndoas, 30 segundos na velocidade 6 e reservar.
No copo juntar o açúcar, os ovos e a manteiga e programar 5 mins, temp. 37 velocidade 3. No final colocar a borboleta e programar mais 5 minutos na velocidade 3.
No final retirar a borboleta e colocar a farinha, o fermento e a amêndoa reservada, 30 segundos na velocidade 4.

Leva-se ao forno, durante cerca de 40 minutos, a 180º. 
Costumo dividir a massa e colocar em duas formas exactamente iguais para depois facilitar a montagem.

Ovos Moles

Apesar de já ter a Bimby há uns 8 anos (como o tempo passa!), confesso que nunca tinha experimentado fazer ovos moles. Mas fiquei rendida!!!!

É tão fácil de fazer e fica um recheio/ cobertura óptimo!!!! 
Usei a receita do livro base que me pareceu mais adequado, pois no link que mencionei achei um exagero o número de gemas usado.

Ingredientes:
  • 250 gr açúcar
  • 140 água
  • 8 gemas
  • Amêndoa laminada (opcional para decoração final)

Preparação:

Colocar a água e o açúcar no copo da bimby e programar 20 minutos, temp. varoma velocidade 1.
Entretanto separar as claras da gemas. No final do tempo deixar arrefecer um pouco e deitar um pouco do caldo nas gemas e mexer.
Para terminar, colocar a borboleta e programar 5 minutos, temp. 100 velocidade 1 e ir adicionado pelo bucal em fio as gemas. 

Depois de feito retirar logo e deixar arrefecer por completo.

Montagem:

Coloquei uma camada de massa de bolo, recheio de ovos moles e amêndoa laminada, e outra camada de massa. Mais ovos moles e a restante amêndoa.
O que acham? Eu fiquei orgulhosa!